COMO FOI. COMO SERÁ.

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

FNIX

A ave Fênix da mitologia grega é um pássaro onde entrava em autocombustão e renascia da própria cinza, ou seja, para renascer, primeiro teria que morrer e assim formava seus ciclos de vidas e quando ela “Fênix” renascia, voltava com mais força podendo transportar elefantes em suas garras e bico, mesmo sendo do tamanho de uma águia. Transformando-a em uma ave de fogo no símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual.


 
Comparo-me com a ave Fênix renascendo das próprias cinzas e fazendo a limpeza da alma, na pura meditação de um ser em evolução nesse plano grosseiro e dotado de sentimentos que corroei em dores:


DOR:
 - Por um país que acho que é nosso de fato e de direito simplesmente por ter nascido¹ nesse território, ou por quem ele adotou, mais ainda porque pago todos os impostos² por imposição e não tenho o retorno à altura por direito³.

 

1_NASCENDO_NO_BRASIL_3     1_PAGAR_IMPOSTOS_E_NO_TER_RETORNO_3    1_SADE_NO_BRASIL_1

                  Por ter nascido¹                        os impostos²                       retorno³     

- Trabalho¹ e luto como patriota e pela minha sobrevivência, não por ganância, ambição, arrogância ou para aparecer e muito menos para ter poder, o fato é de que tem esse poder² com suas ideologias e querem a qualquer custo perpetuarem-se com suas articulações mesquinhas com propostas populistas que corroem os cofres públicos em benefícios de poucos e dividindo com seus pares, e os poucos que recebem esses benefícios sem o amparo da educação, saúde³ e de suas independências como legítimos cidadãos ficando escravos desses benefícios e com medo de perdê-los. 

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Continue Lendo

ImprimirE-mail

CARTA DE ESCLARECIMENTO

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

NOSSOS ESCLARECIMENTOS.

O que sabemos de verdade sobre a Aldeia Maracanã?
Como lutar por uma causa?
Muitas das vezes as decisões estão nas vozes, pelos verdadeiros lideres indígena, muito ao contrário de que muitos simpatizantes indígenas pensam ou querem bradar por uma causa.
Primeiro é atitude, segundo coragem, terceiro saber como apoiar.
Vãngri Kaingáng! É uma dessas mulheres corajosas como também me espelho na minha irmã Liana Utingussú.
Leia essa carta de esclarecimento, a Fundação VILLAS-BÔAS, compactua com a sua causa.

Paulo VILLAS-BÔAS
Presidente da Fundação VILLAS-BÔAS

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Continue Lendo

ImprimirE-mail

A GRANDEZA DA AMAZÔNIA

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

A GRANDEZA DA AMAZÔNIA

A grandeza da AMAZÔNIA não está concentrada apenas na extensão do seu território, mas fundamentalmente, na grandiosidade de seu povo formado através da herança cultural oriunda por várias vertentes. Essa extensão territorial favoreceu a segregação desse povo que foi se localizando em regiões e espaços distanciados, porém, apesar das especificidades encontradas no marabaixo, batuque, carimbó, siriá, marujada, sairé, boi-bumbá e outros, observa-se que há convergência das batidas, dos sons e do uso dos instrumentos, caracterizando, portanto, a dialética regional que aglutina essa arte seja no Pará, Amapá, ou Amazonas, suscitando uma identidade regional formada através dessas várias vertentes.

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Continue Lendo

ImprimirE-mail

Mais artigos...