QUAL A DIFERENÇA ENTRE VÍCIOS LÍCITOS E ILÍCITOS?

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

HOJE 29 DE AGOSTO DIA NACIONAL DE COMBATE AO TABAGISMO.

LIBERAÇÃO DA MACONHA


QUAL A DIFERENÇA ENTRE VÍCIOS LÍCITOS E ILÍCITOS?

Eu respondo:

NENHUMA!!

<<<<<>>>>>>>

DROGA É DROGA.

Na boca de maconheiro é rápido.

ÁLCOOL É PIOR QUE MACONHA.

<<<<<<<<<>>>>>>>>>

DROGA É UMA DROGA. - NÃO UTILIZE

<<<<<<>>>>>>>

O maconheiro confunde a erva medicinal do uso para recreação.

Medíocres que idolatram FHC.

Defensores do uso recreativo e portador para consumo da erva diz que é um problema pessoal, e compara se ele quer se mutilar é um problema somente dele é ele que está fazendo o ato, por isso que devem descriminar o viciado.

Eu respondo de novo:

NÃO!!!

Doe também na família, a família também sofre principalmente os pais desse imbecil que se mutila pelo consumo ou por se cortar.

<<<<<<<>>>>>>>>

Qual a diferença da maconha, cigarro ou álcool ou mesmo remédios de tarjas pretas?

Nenhuma!!! nenhuma mesmo!!!

 

Vejam:

 

Álcool mata 3,3 milhões de pessoas a cada ano

O álcool mata a cada ano 3,3 milhões de pessoas (uma em cada 20 mortes), mais do que a Aids, a tuberculose e a violência juntos, advertiu nesta segunda-feira (12) a ONU, que teme um agravamento da situação.

Mais de 200 doenças estão ligadas ao consumo de álcool, de acordo com um relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde), uma agência da ONU.

Em 2012, o uso nocivo do álcool matou 3,3 milhões de pessoas em todo o mundo, contra 2,5 milhões em 2005, segundo a OMS, que lamenta a falta de ação por parte das autoridades durante este período.

"Dado o crescimento da população no mundo e o aumento esperado do consumo de álcool, o fardo das doenças atribuídas ao álcool pode aumentar, caso novas políticas de prevenção não sejam implementadas", alertou o diretor-geral adjunto do grupo de Doenças Não Transmissíveis da OMS, Oleg Chestnov.

http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/afp/2014/05/13/alcool-mata-33-milhoes-de-pessoas-a-cada-ano.htm

ALCOÓLATRA

 

De gole em gole Duas latinhas de cerveja já provocam os primeiros sintomas no cérebro

Levamos uma hora para processar 14 mg de álcool, o equivalente a:

350 ml de cerveja ou

150 ml de vinho ou

40 ml de uísque

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 30 mg

EFEITOS NO CORPO - Sensação de euforia e excitação. São os primeiros efeitos no cérebro

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 50 mg

EFEITOS NO CORPO - Redução da coordenação motora e alteração de humor. É o início da fase 2 de ação no cérebro

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 60 mg

EFEITOS NO CORPO - No Brasil, é proibido dirigir acima desse limite de álcool no organismo

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 100 mg

EFEITOS NO CORPO - Diminuição da concentração, piora dos reflexos e perda de equilíbrio

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 200 mg

EFEITOS NO CORPO - Náusea e vômitos - olha o estômago se "irritando"... Fala arrastada e visão dupla

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 300 mg

EFEITOS NO CORPO - Sensação de anestesia, lapsos de memória e sonolência

QUANTIDADE DE ÁLCOOL NO SANGUE (Miligramas de álcool por decilitro de sangue) - 400 mg

EFEITOS NO CORPO - Insuficiência respiratória, coma e até possibilidade de morte

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-o-alcool-age-no-corpo

 

<<<<<<<<<<<<<<>>>>>>>>>>>>>

 

Cigarro mata 2 mil pessoas todo ano no DF, diz Secretaria de Saúde

Índice de fumantes caiu, mas ainda representa 10% da população.

Entidades estiveram na Câmara para pedir ações contra tabagismo.

Dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal mostram que que o número de fumantes na capital passou de 10,7% para 10% entre 2012 e 2015. O índice atual corresponde a 300 mil pessoas. Segundo a pasta, 2 mil pessoas morrem todos os anos no DF por doenças causadas pelo cigarro.

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/08/cigarro-mata-2-mil-pessoas-todo-ano-no-df-diz-secretaria-de-saude.html

FUMANTE E NÃO FUMANTE

 

FUMAR PROVOCA:

- Redução do colesterol (HDL)

- Redução da liberação do oxigênio para os tecidos.

- Aumento da acidez do estômago.

- Irritação e inflamação de olhos, garganta e vias aéreas.

- Aumento da produção de radicais livres que lesam as células.

- Aceleração da arteriosclerose.

 

FUMAR AUMENTA:

- A pressão arterial.

- A freqüência cardíaca.

- O risco de doenças das coronárias, como angina do peito e infarto do miocárdio.

- O risco de má circulação nas pernas.

- O risco de impotência sexual.

 

Quem fuma corre três vezes mais risco de morrer de infarto (em homens com menos de 55 anos) e dez vezes maior risco de trombo embolia venosa e infarto (em mulheres que tomam anticoncepcionais)

 

DOENÇAS CEREBROVASCULARES:

Fumar triplica o risco de derrame cerebral (acidente vascular cerebral), sendo o hábito responsável por 25% das decorrências da doença.

 

 

<<<<<<<<<<<<<>>>>>>>>>>>>

 

Decisão do STF sobre porte de droga terá 'repercussão geral'

Supremo começa a julgar nesta quinta descriminalização da posse.

Decisão poderá acabar com punição penal para usuários de maconha.

 

O Supremo Tribunal Federal deverá começar a decidir na tarde desta quinta-feira (13) se o porte de drogas para consumo pessoal deve continuar sendo um crime no Brasil. A decisão terá "repercussão geral", ou seja, terá de ser adotada em casos semelhantes nas instâncias inferiores do Judiciário (leia mais abaixo).

http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/08/decisao-do-stf-sobre-porte-de-droga-tera-repercussao-geral.html

 

tarso genro maconheiro

PRODUTO QUE LHE DÁ HONRA: Ser pai da Sra. Luciana Genro.

 

Dados cientificamente colhidos sobre os consumidores regulares de maconha:


– Têm duas vezes mais risco de sofrer de depressão;

– Têm duas vezes mais risco de desenvolver distúrbio bipolar;

– É 3,5 vezes maior a incidência de esquizofrenia;

– O risco de transtornos de ansiedade é cinco vezes maior;

– 60% dos usuários têm dificuldades com a memória recente;

– 40% têm dificuldades de ler um texto longo;

– 40% não conseguem planejar atividades de maneira eficiente e rápida;

– Têm oito pontos a menos nos testes de QI;

– 35% ocupam cargos abaixo de sua capacidade

- 100% deles defendem a descriminação…

 

<<<<<<<<<<<<<<>>>>>>>>>>>>

REMÉDIOS TARJA PRETAS

DOR:
- Com os parentes ou não que nos deixaram desse plano terreno para o espiritual, onde ficamos perplexos e arrasados por não termos a capacidade de “entender os pedidos de socorro”, “porque não queriam perder suas vidas” e aí se vê que não somos nada! Somos um grão de areia agindo para ser feliz e fazer as pessoas felizes, enquanto, ao contrário, as pessoas somente enxergam seus umbigos. Por outro lado não vê saída e entra em desespero. Em filosofias onde em sentimentos individuais não entendemos o porquê da perturbação mental, pois é um processo individual, chegam até a tomar remédios fortes. A economia selvagem corrói qualquer um e a dor é algo inexplicável, chegando assim aos extremos. Para sermos felizes temos que nos amar e assim, centrado nesse narcisismo, teremos a capacidade de amarmos o próximo ou até uma nação. Se não nos amamos, como poderemos amar o próximo ou socorrer a quem nos pede socorro? Hoje foram eles, amanhã poderá ser eu, com essa loucura dos tempos que vivemos hoje.

rivotril mafioso          RIVOTRIL

 

<<<<<<<<<<<<>>>>>>>>>>>>>

VICIADOS NO FUMO LÍCITO E O MACONHEIRO ILÍCITO

DOR:
- Não podendo salvar as pessoas próximas com drogas lícitas e, pior, com as ilícitas, pessoas estas mais próximas que se possa imaginar, nos chamando de antiquado, intolerante, em suas recreações às escondidas de uma felicidade que não existe na sociedade coerente e livre qual seja a droga, sem violência e discriminação do que querem, É o amor de uma família que é destruída, fragmentada, esfacelada e amordaçada pelas drogas. Antidemocrático, deixa também ser contra o que hoje banalizaram, e não dando oportunidade para também expressarmos o que pensamos. Isso não pode der chamado de democracia se não houver o direito do contra ponto. Como salvar então os outros se não salvamos a nós mesmos e a nossa família, por respeitar o livre arbítrio de cada um? A ordem dos valores foi alterada nesse mundo, e no nosso Brasil. Temos que ficar calados. Tudo é motivo de discriminação. Direitos Humanos? De quem? Para quem?

QUAL A DIFERENÇA ENTRE VÍCIOS LÍCITOS E ILÍCITOS?

Eu respondo:

NENHUMA!!

DROGA É UMA DROGA.
 

Paulo VILLAS BÔAS 6

VILLAS-BÔAS Paulo Celso

Presidente da Expedição e Fundação VILLAS-BÔAS

Compartilhe...

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Imprimir